PM é preso suspeito de tentar estuprar menino de 12 anos em Goiás


Um policial militar de 59 anos foi preso no domingo (1º) suspeito de tentar estuprar um adolescente de 12 anos em Rio Verde, no interior de Goiás.

Segundo a Polícia Civil, eles se conheceram em um clube da cidade, e a adolescente estava com um primo de 18 anos, que percebeu o comportamento do suspeito, que tentava se aproximar do menino.

O policial teria abordado o primo do adolescente no vestiário e dito que queria ficar com ele no banheiro. O jovem teria pegado o telefone do militar “com o intuito de saber qual era a intenção dele” com o menino.

O pai do menino teria pegado o contato do PM e conversado com ele se passando pelo filho, marcando um encontro em um posto de combustíveis da cidade. No local, ele imobilizou o suspeito e aguardou a chegada da Polícia Civil, que o prendeu em flagrante e apreendeu seu celular.

O policial militar pode responder por tentativa de estupro de vulnerável e importunação sexual. Esta é a segunda vez que o militar tenta contato com o adolescente.

Segundo a mãe do garoto, ele já havia tentado se aproximar do adolescente em maio deste ano, no mesmo clube. De acordo com o relato da mãe à polícia, o PM se aproximou do menino em uma piscina e teria passado a mão nas partes íntimas dele.

Na ocasião, ela teria achado estranho o comportamento do homem se aproximando do filho e chamou o adolescente para fora da água. Após o episódio, ele contou para ela o que havia acontecido.

A Polícia Militar de Goiás disse, em nota, que abriu um Procedimento Administrativo Disciplinar para apurar os fatos e que não compactua com qualquer desvio de conduta praticado por seus membros e que o “caso será apurado com o rigor devido”.

Fonte: IstoÉ

Atenção: os artigos deste portal não são de nossa autoria e responsabilidade.
Nós não produzimos e nem escrevemos esse artigo qual você esta lendo.

Entenda: nosso site utiliza uma tecnologia de indexação, assim como o 'Google News', incorporando de forma automática as notícias de Jacobina e Região.
Nossa proposta é preservar a história de Jacobina através da preservação dos artigos/relatos/histórias produzidas na internet. Também utilizamos a nossa plataforma para combater a desinformação nas redes (FakeNews).

Confira a postagem original deste artigo em: https://www.jacobinanoticia.com.br/

Em conformidade com às disposições da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (Lei nº 13.709/2018) e às demais normas vigentes aplicáveis, respeitando os princípios legais, nosso site não armazena dados pessoais, somente utilizamos cookies para fornecer uma melhor experiência de navegação.