Política: Presidente do PSDB diz que há corrupção generalizada no País

Sérgio Guerra, presidente do PSDB

O presidente do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE), afirmou nesta terça-feira, que há um processo de corrupção generalizada no País que não se resume ao Ministério dos Transportes. O dirigente tucano condenou a distribuição dos ministérios entre os partidos aliados e o apoio do Planalto à criação de novos partidos, numa crítica indireta ao PSD. Ele conclamou, ainda, a presidenta Dilma Rousseff a romper com essa prática governista. “Ela tem que ser a presidente do Brasil. Se não tem apoio nos partidos, peça ao povo que a elegeu”, desafiou. Em meio a críticas sobre o esquema de corrupção que levou Dilma a determinar uma “limpeza” no Ministério dos Transportes, Guerra afirmou que existe uma “crise sistêmica” que não se concentra naquela pasta nem resulta das personalidades que o comandam, mas, sim, da forma de se fazer política no País. “Não se pode dizer que (a crise) é do partido do Valdemar Costa Neto (PR), isso é uma brutal simplificação”, alertou. (Agência Estado){jcomments on}