MP quer multa contra bloqueio de trânsito

27/10/2011 0h10 - Paraíso dos bloqueios de ruas e rodovias sem que os responsáveis sejam incomodados pelos transtornos que provocam a milhares de pessoas, a Bahia pode registrar uma das primeiras punições a quem causa travamentos de trânsito: o Ministério Público Federal (MPF) propôs uma multa de dez salários mínimos (R$ 5.450) a cada um dos três integrantes do Sindicato dos Rodoviários da Bahia que paralisaram por quatro horas, no dia 23 de julho de 2009, as pistas da Rótula do Abacaxi, uma das mais movimentadas da capital baiana. O MPF não divulgou o nome dos três acusados. Contudo, reportagem do jornal A TARDE publicada no dia posterior à manifestação identificou pelo menos um dos líderes do bloqueio: Roberto Carlos Costa e Silva. Ele não foi localizado para comentar a decisão.

O diretor administrativo do Sindicato dos Rodoviários da Bahia, Ubirajara Sales, considerou acertada a decisão do MPF. Segundo ele, a paralisação em questão foi feita por membros da oposição, à revelia do sindicato. "Não foi um movimento liderado pelo sindicato. Foram pessoas que furaram os pneus dos ônibus e, por isso, os rodoviários acabaram sendo obrigados a parar. Foi uma paralisação forçada", disse. Leia mais no www.atarde.com.br