Ford: Osni lamenta ocorrido, mas parabeniza governador Rui Costa pelo suporte aos trabalhadores e sugere que ALBA e sindicatos entrem na discussão

O deputado estadual Osni Cardoso (PT) lamentou o fechamento das unidades da Ford em Camaçari (BA), Taubaté (SP) e Horizonte (CE). O desmonte da empresa vai acarretar em mais de 12 mil pessoas desempregadas, além de prejudicar diretamente a economia da Bahia e do Brasil.

“É muito triste ver uma indústria que está há 20 anos na Bahia, empregando tanta gente, ser desmontada devido a inoperância de um Governo Federal que prefere afastar os investidores. Essa é uma prova clara de que desde o golpe de 2016, o mercado interno brasileiro vem sendo destruído. Uma empresa que abandona o país após 103 anos de atuação não enxerga mais condições de prosperar, não enxerga futuro”, disse.

A saída da Ford do Brasil não é um fato isolado. “Já tivemos o desligamento de multinacionais como Sony, Audi e Mercedes. O governo Bolsonaro é marcado, dentre outras mazelas, pela instabilidade econômica”, completou.

Na Bahia, a luta pela manutenção dessa cadeia produtiva começou imediatamente após o anúncio da Ford, com a criação de um grupo de trabalho que discutirá o assunto. Para Osni, a atuação do governador tem sido importante. “Rui não tem medido esforços para encontrar saídas para essa situação tão delicada. A criação do grupo de trabalho que busca alternativas ao fechamento da Ford é importante para tentar reverter o cenário e assegurar a manutenção dos empregos. Além da participação dos técnicos do Estado e da FIEB, acho de extrema importância que a ALBA e os setores sindicais sejam incluídos na discussão”.

Fonte: Assessoria