Contorno da Avenida Luiz Eduardo retrata a triste realidade do principal acesso ao centro da cidade

A Avenida Luiz Eduardo Magalhães em Conceição do Coité já foi considerado um cartão postal da cidade quando inaugurada no ano 1999, no então Governo César Borges, no entanto, depois da inauguração jamais passou por uma recuperação completa e o que se encontra atualmente é uma via em mão dupla completamente esburacada e intransitável.

Foto: arquivo Raimundo Mascarenhas

A situação é tão complicada que o asfalto do contorno tem verdadeiras crateras que impedem a passagem de alguns modelos de carros, os condutores tem que passar com muito cuidado para não deixar os para-choque e escapamentos. Para não correrem riscos, alguns motoristas fazem o que não devem ao fazer a conversão sem passar no contorno.

Alguns veículos se arrastam pelo chão diante da profundidade dos buracos | Foto: Raimundo Mascarenhas

Governador Rui Costa a quase cinco anos passou pela rodovia e sentiu o drama

Na ocasião da entrega de um novo lote de casas populares no Bairro Cidade Jardim, Conjunto Habitacional Genebaldo Queiroz no dia 03 de setembro de 2015, o governador ‘sentiu o drama’ vivido pelos coiteenses e comentou em seu discurso que uma avenida bonita numa cidade de gente bonita não podia ficar daquele jeito e na ocasião disse que estaria repassado os recursos para Osni mandar recuperar, na época Osni era presidente do Consisal. Só que já está próximo de 5 anos e isto nunca aconteceu.

Rodovia com este aspecto não se vê há mais de 10 anos | Foto: arquivo Raimundo Mascarenhas

Paliativos de tapa-buraco tem sido feito, mas o tempo de duas décadas da camada de asfalto não suporta mais. A reclamação dos moradores não é apenas a Avenida Luiz Eduardo, a Otacílio Gonçalves no Bairro Fluminense, saída Coité – Riachão é muio mais nova de inaugurada, mas teve pouca durabilidade.