Pastora morta na porta da igreja em GO era mãe de ganhador do Grammy


Reprodução: Instagram

Goiânia – Assassinada a pancadas e golpes de barra de ferro, na manhã desta sexta-feira (14/1), em Goiânia, a pastora Odete Rosalina Machado da Costa, de 79 anos, era conhecida por sua generosidade, segundo fiéis, e mãe do cantor gospel Delino Marçal, de 35. Ele é ganhador do Grammy Latino Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa de 2019.

De acordo com testemunhas, a pastora estava em oração com os fiéis nesta manhã, no momento em que foi surpreendida pelo suspeito, que pulou o muro da igreja e invadiu o local com discurso de ódio a evangélicos, no Residencial Kátia, região sudoeste da cidade. O artista compareceu ao local para ver a mãe.

Cantor Delino Marçal com a mãe, Odete Rosalina-Reprodução: Instagram


Pedras em ônibus

Equipe do Corpo de Bombeiros compareceu ao local, mas a vítima não resistiu à agressão. O boletim de ocorrência registra que a idosa foi encontrada na calçada.

“O autor teria se envolvido em uma briga com parentes e logo após saiu para rua. Ele entrou na igreja e iniciou uma briga com um homem e, em seguida, teria acertado a vítima com vários golpes com um objeto de metal”, diz trecho do boletim de ocorrência.

Informações preliminares da polícia apontam que, após praticar o crime, o suspeito saiu do local e começou a jogar pedras em alguns ônibus até ser encontrado e preso pela Polícia Militar.

Identidade

O superintendente da Polícia Técnico-Científica de Goiás, Ricardo Matos, confirmou ao Metrópoles o nome e a idade da vítima.
O suspeito, que teria praticado o crime durante um surto, foi encaminhado para a Central de Flagrantes, em Goiânia, mas não teve o nome divulgado pela polícia.

O Metrópoles não conseguiu encontrar o contato da defesa do suspeito nem do filho da pastora para se pronunciarem, mas o espaço continua aberto para manifestações.

O artista

Delino nasceu em Arapoema, no Tocantins, e vive em Goiânia desde os 6 meses de vida. Ele é cantor e compositor de música gospel, além de presbítero. De família cristã, uma das grandes incentivadoras da carreira foi justamente a mãe, pastora Odete Rosalina. Foi na igreja pastoreada por ela que Delino começou a tocar e a cantar louvores.

O primeiro CD foi lançado de forma independente em 2013 e intitulado “Que amor é esse?”. Suas letras são consideradas simples, porém, marcantes.

Em 2015 lançou o primeiro álbum por uma gravadora. O trabalho, batizado de “Nada Além da Graça”, teve a música “Deus é Deus” entre as mais pedidas nas rádios do meio gospel.

Já em 2018, Delino Marçal lançou o álbum “Guarda Meu Coração”. Foi com esse trabalho que ganhou o Grammy Latino em 2019.

Fonte: Metrópoles

Atenção: os artigos deste portal não são de nossa autoria e responsabilidade.
Nós não produzimos e nem escrevemos esse artigo qual você esta lendo.

Entenda: nosso site utiliza uma tecnologia de indexação, assim como o 'Google News', incorporando de forma automática as notícias de Jacobina e Região.
Nossa proposta é preservar a história de Jacobina através da preservação dos artigos/relatos/histórias produzidas na internet. Também utilizamos a nossa plataforma para combater a desinformação nas redes (FakeNews).

Confira a postagem original deste artigo em: https://www.augustourgente.com.br/

Em conformidade com às disposições da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (Lei nº 13.709/2018) e às demais normas vigentes aplicáveis, respeitando os princípios legais, nosso site não armazena dados pessoais, somente utilizamos cookies para fornecer uma melhor experiência de navegação.