Após 36 anos no ar, SBT anuncia suspensão do seriado “Chaves” na emissora



O seriado mexicano “Chaves” deixará de ser exibido pelo Sistema Brasileiro de tevelisão (SBT) após 36 anos no ar. A novidade foi divulgada nesta sexta-feira (31) pela emissora.

No comunicado emitido pelo SBT, a emissora relatou que foi pega de surpresa após receber o comunicado da Televisa, emissora mexicana detentora dos direitos autorais.

“A informação chegou à emissora nesta última quarta-feira, por notificação da Televisa, emissora mexicana detentora dos direitos da obra produzida, na qual informa que a suspensão é devida a um problema pendente a ser resolvido com o titular dos direitos das histórias. A exibição dos seriados Chaves, Chapolin e Chespirito estaria garantida até 31/07/2020, com possibilidade de renovação entre as partes, o que verbalmente havida sido confirmado. No entanto, a negativa em relação ao acordo com o grupo detentor de direitos intelectuais sobre as histórias, chegou a apenas poucos dias do fim do contrato”, contou.

Ainda no documento, a emissora lamentou a suspensão, mas que espera que a Televisa e o Grupo Chespirito, dono dos roteiros escritos por Roberto Gómez Bolaños, façam um novo acordo para voltar a exibir a clássica atração das tardes.

“O SBT lamenta a decisão, principalmente em respeito ao seu público, que acompanha fielmente os seriados há tantos anos. A emissora continua na torcida para um acordo entre as duas empresas mexicanas o mais rápido possível e, se isto acontecer, teremos o prazer de informar aos fãs de Chaves, Chapolin e Chespirito imediatamente”, finalizou.

Os últimos episódios do seriado foram ao ar nesta sexta-feira (31) às 14h15.

No lugar de “Chaves” serão reprisadas as séries “The Big Bang Theory” e “Patrulha Salvadora”. Aos domingos, o programa “Triturando” terá o horário de exibição estendido das 9h30 às 11h.

De acordo com o jornalista do “Na Telinha”, Paulo Pacheco, o impasse da Tevelisa com o Chupo Chespirito impediu a renoção do acordo com outros serviços que também exibiam o seriado como Multishow, Amazon Prime Video e a própria Televisa.

Fonte; Varela Notícias