Elevador despenca do 7º andar e deixa cinco pessoas feridas no Parque Bela Vista

Cinco pessoas ficaram feridas após um dos elevadores do prédio Prado Empresarial despencar do sétimo andar, no final da tarde desta terça-feira (11), no Parque Bela Vista, em Salvador. As vítimas são uma mulher e quatro homens, com idade entre 22 e 36 anos.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu por volta das 16h30. Ao CORREIO, o tenente Júlio César, quem coordenou a operação, disse que ainda não é possível informar as causas do acidente.
Segundo o tenente, ao menos três vítimas tiveram fraturas de gravidade não esclarecida e, as demais, lesões leves. Todas foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para três unidades de saúde. 
Duas delas, Shirlei Gonçalves Coelho, 34 anos, e Danilo de Oliveira Carvalho, 21, foram levadas para o Hospital Geral do Estado (Hge), onde chegaram conscientes.
Conforme informações registradas no boletim de ocorrência da unidade de saúde, Danilo tinha uma lesão em um dos pés, enquanto Shirlei, teve fraturas em vários lugares do corpo. O estado de sáude de ambos é considerado estável
As informações contidas no documento dão conta de que as cinco vítimas são colegas de trabalho, todos promotores de vendas, que estavam ali para participar de uma reunião da empresa Aurora Alimentos. Não há informações, no entanto, de que eles trabalham no local.
A última pessoa socorrida, um homem, foi retirado do prédio por volta de 18h30.
De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), um homem com fratura exposta de joelho e tornozelo foi levado para o Teresa Lisieux, na Avenida ACM. Uma segunda vítima foi levada para o Hospital do Subúrbio com fratura exposta no tornozelo esquerdo e traumatismo craniano. 
A SMS informou, ainda, que Shirlei tinha uma suspeita de fratura de fêmur e tíbia, e, Danilo, uma fratura no tornozelo esquerdo. Não há informações de para qual unidade de saúde o terceiro rapaz foi socorrido.

“O importante é que todas as vítimas saíram conscientes e receberam o socorro adequado. As causas, só a perícia vai poder informar”, se limitou a dizer.

Ao CORREIO, pessoas que trabalham no edifício, que tem sete andares, disseram que o elevador estava no último andar quando despencou. Segundo os bombeiros, a altura equivale a, aproximadamente, 20 metros. 
A Defesa Civil de Salvador (Codesal) e a Polícia Militar também esteve no local, que foi isolado até a chegada do socorro.
Os nomes das demais vítimas e as idades não foram informadas.
Fonte: Correio 24h
Prédio tem sete andares (Foto: Tailane Muniz/CORREIO)