Suspeitos de participação em tortura e execução de PM são mortos em confronto com a polícia

Mais dois suspeitos de participação na morte do cabo PM Gustavo Gonzaga da Silva, no Nordeste de Amaralina, foram localizados pela polícia e mortos em confronto, na manhã desta quinta-feira (12). O tiroteio aconteceu em Jauá, em Camaçari.
Os dois suspeitos, de prenome Pablo e Mateus, foram alvos de uma operação conjunta entre as polícias Civil e Militar, integrada pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Coordenação de Operações Especiais (COE) e guarnições da PM.
Eles estavam escondidos dentro de um imóvel, no bairro de Jauá. Com eles, a polícia apreendeu duas pistolas calibres 380 e ponto 40, 13 munições de calibres ponto 40 e 380, além de dois aparelhos celulares, uma quantia em dinheiro de R$ 50 e um relógio. VN