Avião cai perto de Moscou e deixa 71 pessoas mortas

Avião cai perto de Moscou e deixa 71 pessoas mortas

Um avião operado pela Saratov Airlines caiu neste domingo na região de Moscou, com 71 pessoas a bordo. O Ministério dos Transportes informou que não há sobreviventes. Estavam na aeronave 65 passageiros e seis tripulantes. O acidente aconteceu no início da tarde deste domingo, pelo horário local, minutos após a decolagem do Aeroporto Internacional de Domodedovo.

“A aeronave de passageiros An-148 da Saratov Airlines decolou do aeroporto Domodedovo às 14h21, pelo horário de Moscou”, informou a Agência Russa de Transportes Aéreos. “Segundo dados preliminares, estavam a bordo 65 passageiros e seis tripulantes. O contato por rádio foi perdido minutos após a decolagem e o avião desapareceu do radar”.

Equipes de emergência foram enviadas ao local e já localizaram a caixa-preta e dois corpos. No local, o ministro dos Transportes, Maxim Sokolov, descartou as chances de sobreviventes.

— Julgando por tudo, ninguém sobreviveu a este acidente. Por causa da qualidade do biomaterial, estudos genéticos serão necessários (para identificar as vítimas) — afirmou.

O Antonov An-148, que operava uma linha regional, decolou do Aeroporto Internacional Domodedovo, a cerca de 35 quilômetros do centro da capital russa, em direção à cidade de Orsk, na fronteira com o Cazaquistão, 1,5 mil quilômetros ao sul de Moscou.

Os sinais do An-148 desaparecem dos radares pouco depois da decolagem. Testemunhas viram o avião em chamas perto de Argunovo, uma vilarejo rural na região de Moscou. Os destroços da aeronave foram localizados em Ramenskoye, a cerca de 40 quilômetros do aeroporto.

O presidente russo, Vladimir Putin, ofereceu “profundas condolências aqueles que perderam familiares e amigos no acidente”, informou o secretário de imprensa da presidência, Dmitry Peskov.

“O presidente instruiu o governo a montar uma comissão especial sobre a queda do avião na região de Moscou. Putin também instruiu agências a organizarem operações de busca”, afirmou Peskov.

Fontes do serviço de emergência disseram que condições climáticas, erro humano ou falhas técnicas podem ter provocado a queda da aeronave.

Elena Voronova, porta-voz da Saratov Airlines, afirmou que não haviam preocupações sobre as condições técnicas da aeronave, que era operado pela companhia desde 2016.

Jacobina Notícias | Tudo sobre Jacobina e Região!.