Mulungu do Morro: Ex-prefeito é demitido da Sesab por acúmulo ilegal de salários

O médico Amauri Saldanha De Lucena, ex-prefeito de Mulungu do Morro conhecido como Dr. Amari (PSD), foi demitido da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) após constatação de acúmulo ilegal de salários durante sua gestão. O médico continuou como cirurgião da Sesab enquanto estava na prefeitura do município, sem pedir licença de um dos cargos públicos. A prática ilegal foi apontada pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE) como “conduta incompatível com a moralidade administrativa na percepção cumulativa de vencimentos decorrentes dos dois cargos públicos estaduais com remuneração de cargo eletivo”, de acordo com a decisão de demissão publicada no Diário Oficial. O doutor já passou por um problema parecido, em 2011, quando nomeou seu sobrinho Thiago Saldanha de Lucena para ser dentista de Mulungu enquanto já tinha vinculação municipal com um hospital em Barreira. “Esse é um problema terrível. O custo da saúde está muito alto. É difícil contratar essas pessoas. Aí, ele como é sobrinho meu, veste a camisa, trabalhar para valer”, declarou o médico ao Bahia Notícias na época. (BN)