Janot pede ao STF abertura de inquérito para investigar José Serra

Janot pede ao STF abertura de inquérito para investigar José Serra

Após delação do empresário Joesley Batista, um dos sócios da JBS, apontar que foram repassados para o senador José Serra (PSDB-SP), em 2010, durante campanha à Presidência, R$ 20 milhões, e que parte desse dinheiro não foi declarada à Justiça Eleitoral, a Procuradoria-Geral da República pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a abertura de inquérito para investigar o tucano.

Segundo Batista, o repasse de uma quantia de mais de R$ 6 milhões foi feito por meio da emissão de notas fiscais pela LRC Eventos, simulando a compra de um camarote de autódromo de fórmula 1, e por uma empresa de pesquisa. Ambas podem ser chamadas a depor.

“Diante de tais constatações, faz-se mister o aprofundamento das apurações, de modo a se possibilitar a confirmação ou não do possível envolvimento e/ ou ciência do congressista no ilícito relatado, que perfaz o tipo penal vazado no art. 350 do Código Eleitoral”, afirma Janot na peça.

O pedido passou a constar no sistema do Supremo, na internet, nesta quarta-feira (5). Nele, o procurador-geral Rodrigo Janot também solicita, segundo informações do portal G1, que o caso seja sorteado para um novo relator, e que não siga para o ministro Edson Fachin, responsável pelas delações da JBS.

A justificativa para isso, ainda de acordo com Janot, é que o assunto não tem relação com a Lava Jato, que apura irregularidades na Petobras.

O senador ainda não se manifestou sobre o assunto.

Jacobina Notícias | Tudo sobre Jacobina e Região!.