Alunos e professores protestam contra extermínio de árvores.


Na última sexta-feira, 08.04, alunos e professores do turno matutino do Colégio Gilberto Dias de Miranda (COMUJA), se irmanaram em um protesto contra a derrubadas das 13 (treze) árvores do pátio da unidade escolar. O fato ocorreu no final da semana anterior, durante o sábado e o domingo, quando alunos professores e funcionários não estavam presentes para evitar que o crime fosse cometido.
Durante a semana um clima de revolta e tristeza tomou conta da comunidade escolar que não teve uma explicação plausível para a exterminação de 12 (doze) Acácias, com doze anos de plantadas, e um imenso Flamboyant que foi plantado no dia 21 de setembro de 1977 em comemoração ao dia da árvore e era considerado o símbolo do colégio.

A comunidade espera que o(s) culpado(s) pelo crime ambiental seja punido para que isso sirva de exemplo e atos como este não voltem a acontecer com os seus praticantes encobertos pelo manto da impunidade.