Youssef vai devolver imóveis que tem na Bahia

O doleiro Alberto Youssef, principal operador da quadrilha desbaratada pela operação Lava Jato da Polícia Federal (PF), terá que devolver 85 imóveis entre quartos de hotéis e terrenos, inclusive na Bahia. Entre eles, está 37,23% de um imóvel em Salvador onde funciona o Web Hotel, no Caminho das Árvores. Ele abriu mão, também, de um empreendimento imobiliário em Porto Seguro, sul baiano, onde funciona o Web Hotel Príncipe da Enseada. Cerca de 50% de um terreno em Lauro de Freitas e um imóvel em Camaçari, ambos da Região Metropolitana de Salvador (RMS), foram cedidos por Youssef. Segundo os termos da delação premiada, ele ficará preso de três a cinco anos em regime fechado pelos crimes. Segundo o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, o doleiro apresentou elementos sobre o possível envolvimento de autoridades no esquema de desvio de recursos da Petrobras, inclusive parlamentares federais. O termo de delação premiada, assinado por Yousseff com o Ministério Público do Paraná (MPF-PR) em setembro de 2014, foi homologado por Zavascki em dezembro de 2014. (BN)