Apoiadores de Bolsonaro pedem que ACM Neto boicote Daniela Mercury no Réveillon de Salvador

A cantora Daniela Mercury virou alvo de ataques após ter se manifestado contra o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PLS). Apoiadores do político usaram as redes sociais do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), para pedir boicote a artista na grade de atrações do Réveillon da capital baiana. "Não queremos essa mulher no Réveillon de Salvador. Entrem no Instagram do prefeito e usem a #danielamercurynao", diz uma das postagens publicadas por um internauta no Facebook. 

Líder da oposição na Câmara de Salvador, a vereadora Marta Rodrigues (PT) saiu em defesa da cantora nesta quinta-feira (1º). Para a vereadora, a tentativa de parte dos internautas de impedir a contratação da artista pela Prefeitura de Salvador é exemplo do autoritarismo e vai de encontro aos princípios da democracia. “A festa é feita com o dinheiro público e a democracia precisa ser respeitada. Daniela é uma representatividade da cultura baiana e brasileira, reconhecida nacional e internacionalmente, que sempre esteve ao lado dos direitos humanos e da justiça social. Seu trabalho não pode ser impedido pelo seu posicionamento em prol do social e da coletividade”, disse. A vereadora do PT disse ainda esperar que a Prefeitura de Salvador tenha a compreensão e o respeito aos princípios democráticos. (por Vagner Souza/BNews)