Projeto fotográfico que mostra a beleza de mulheres gordas chega a Salvador

Muito provavelmente você está ou já esteve, alguma vez na vida, insatisfeito com o seu corpo. Não é que, do nada, você simplesmente deixasse de se amar. Mas, quando você é mulher, a pressão estética para alcançar um determinado padrão é grade. Esses efeitos da sociedade patriarcal e machista na qual vivemos são ainda mais cruéis com as pessoas gordas, que enfrentam diariamente o preconceito (gordofobia) e tentam se encaixar em um padrão de beleza inalcançável.

As coisas pioram quando você busca referências na televisão, nas revistas e nas indústrias de moda e cosméticos e encontra pouquíssimas ou nenhuma. E foi justamente essa busca por representatividade que fez a fotógrafa Milena Paulina, 24 anos, criar um projeto fotográfico que colocasse mulheres gordas em evidência. Após fazer cliques de mais de 100 pessoas, o ‘Eu, Gorda’ chega a capital baiana nesta sexta-feira (2). 

“Tenho muitas seguidoras de Salvador. Sempre pediam para eu ir. Eu sei o quanto essas coisas mais diferentes, essas causas sociais voltada pra um nicho – principalmente pro nicho gordo – chegam pouco. A gente vê isso no nosso dia a dia: faltam lojas, falta inclusão. Levar meu projeto para Salvador faz parte da minha decisão de levar as coisas cada vez mais longe, principalmente as mensagens de amor, decompreensão, de inclusão e representatividade”, conta Milena, que hoje soma mais de 44 mil seguidores no seu perfil do Instagram, o @olhardepaulina. Por lá, ela posta fotos do projeto, que começou em 2016, na cidade de São Paulo, e já está rodando o país. (Correios)