Quadrilhas que roubam abadás são investigadas na Bahia

Amenos de quinze dias da temporada de entregas de abadás do carnaval de Salvador, a Polícia Civil anunciou, nesta quinta-feira (25), um reforço de 160 agentes na segurança de áreas onde funcionam escritórios dos blocos. A operação especial inclui, inclusive, monitoramento das redes sociais. "Nesse período, o abadá se transforma no grande objeto de desejo, assim como o celular é durante todo o ano", alertou o Coronel Uzeda, ao Correio da Bahia. A recomendação é que os foliões evitem "ostentar as fantasias, levem sacolas próprias para não usar as das lojas de Carnaval, evitem lugares ermos ou estacionar em locais distantes". (Notícias ao Minuto)