Mais de 50% das mulheres brasileiras não fazem o exame papanicolau

O câncer de colo de útero é o terceiro colocado entre os tumores que mais atingem a população feminina no Brasil, de acordo com dados do INCA, ficando atrás apenas do câncer de mama e o colorretal. Além disso, é a quarta causa de morte de mulheres por câncer mais comum no país. Fazendo alguns exames, é possível identificar a doença e também a possibilidade de desenvolvê-la. O papanicolau, por exemplo, é um exame preventivo, mas que é negligenciado pela marioria das mulheres. De acordo com uma pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica, das mulheres entrevistadas, 52% delas não realizam o procedimento. "O dado é alarmante, pois a incidência da doença pode ser reduzida em até 80% quando feito com a periodicidade indicada pelo médico", explica Andreia Melo, diretora da organização. Segundo ela, como a maior parte dos casos de câncer de colo de útero estão relacionados à infecção do vírus Papilomavírus Humano, transmitido a partir do contato sexual sem proteção, que provoca o HPV. É essencial, portanto, que o exame seja feito. Através de uma coleta de células da superfície no colo do útero, o patologista observará se existem alterações ou lesões mas células da região antes do surgimento de qualquer doença ou tumor. (BN)