Os smartphones estão nos deixando burros? Estudo indica que facilitar informações deixa as pessoas preguiçosas

Ficar sem celular pode parecer impossível para muitas pessoas que não abrem mão desse companheiro. O motivo não é surpresa para ninguém: eles facilitam, e muito, a nossa vida. Mas é aí que está o problema. Segundo estudo realizado por pesquisadores da universidade de Waterloo, em Ontário, os smartphones estão nos tornando menos capazes de pensar por nós mesmos. A pesquisa mostrou que usuários que pegam o celular com menos frequência possuem habilidades cognitivas mais fortes e maior disponibilidade para pensar de forma analítica. Nesse caso, eles também se lembram de mais coisas e são capazes de trabalhar sem algum tipo de suporte. Quer mais? O coautor do estudo Gordon Pennycook, disse que os usuários de smartphones procuram informações de que eles realmente sabem, mas que não estão dispostos a fazer o mínimo esforço para realmente pensar sobre o assunto. “Nossa pesquisa fornece suporte para uma associação entre o frequente uso do smartphone e a inteligência reduzida”. O estudo ainda indicou que os seres humanos estão ansiosos para evitar de uma vez por todas depender do esforço mental, quando a resolução de problemas se dá cada vez mais pelo uso dos smartphones, funcionando como uma extensão da mente. Nathaniel Barr, o autor principal do estudo, ainda disse que é importante entender como esses aparelhos afetam e se relacionam com a psicologia humana e que é difícil lembrar como era a vida sem eles.