Bahia de Feira perde três pontos por escalação irregular e deixa Série D; clube vai recorrer

O Bahia de Feira foi punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pela escalação irregular do volante Edimar e está fora da Série D do Campeonato Brasileiro. Em julgamento realizado na manhã desta sexta-feira, a Quinta Comissão Disciplinar acatou denúncia da Procuradoria e puniu o clube baiano com a perda de três pontos. Com isso, o América-PE fica com a vaga na segunda fase da competição para enfrentar o América-RN. O Bahia de Feira vai recorrer da decisão.

“Perdemos por três votos a um, cabe recurso e devemos impetrar hoje ou até segunda-feira” disse Tiago Souza, presidente do Conselho Deliberativo do clube.

O caso aconteceu na primeira rodada da competição, diante do América-PE. Em 2018, quando ainda defendia o Vitória da Conquista, Edimar foi expulso na derrota para o Itabaiana, na segunda rodada da Série D. Ele cumpriu a suspensão automática, só que foi julgado pelo STJD, o Bode não enviou representante para defender o jogador, e Edimar foi punido com dois jogos de suspensão. Como já havia cumprido a automática, o volante precisava ficar fora de mais uma partida antes de entrar em campo diante do América-PE.

“A gente fez toda consulta na CBF, e a CBF não mandou resposta. Estamos tomando todos os trâmites em relação a isso”, explica Tiago.

A Procuradoria denunciou o Bahia de Feira por infração ao artigo 214 do CBJD por “Incluir na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida, prova ou equivalente”. O Tremendão então foi punido com a perda de três pontos e, como terminou a primeira fase na segunda posição com 10 pontos, mesma pontuação do América-PE que ficou em terceiro, o time baiano acabou trocando de lugar com a equipe pernambucana.

Globo Esporte