Policial é indenizado em R$ 43 milhões após ser orientado a “ser menos gay”


Após ter sido orientado por um membro da comissão a “ser menos gay” caso desejasse conseguir uma promoção, um policial do Departamento de Polícia de San Luiz, em Missouri, nos Estados Unidos foi indenizado em U$ 10 milhões, aproximadamente R$ 43 milhões.

O caso aconteceu em 2014. No processo, Keith Wildhaber alega que apesar do histórico de disciplina e um bom currículo, sempre era negado no processo à promoção.

Segundo o agente, um membro do Conselho de Comissários de Polícia lhe afirmou que ele “tinha um problema com sua sexualidade” e caso desejasse a promoção seria necessário “ser menos gay”.

Além da indenização, a justiça determinou que o policial fosse promovido à tenente. Sam Page, prefeito da cidade, afirmou que a sentença é um passo importante na luta contra o preconceito em qualquer esfera.

“Eu penso que é muito importante para nós de Saint Louis reconhecer que é um momento difícil para o condado, mas precisamos reconhecer também que a discriminação não é correta”.

Fonte: Varela Noticias